quarta-feira, 21 de maio de 2008

Pequeno versículo, GRANDE mensagem


"Jesus chorou." (João 11:35)

Jesus, antes de ser capturado, sofreu inúmeras acusações, diversas vezes quase foi apedrejado, esbofeteado, etc. Após sua prisão, não sofreu apenas ameaças, mas foi duramente ferido até a morte.

"E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão." (Lucas 22:44)

Antes de ser capturado, Jesus enfrentou uma tensão enorme no Monte das Oliveiras, chegou a suar gotas de sangue, mas Ele não chorou!

"NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus." (João 1:1)

"E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade." (João 1:14)

Vejam que Jesus sabia que iria ser capturado, que iria morrer, que iria ressuscitar. Durante esse processo Ele sentiu na carne (pois o Verbo se fez carne), sofreu como homem, mesmo sendo o próprio Deus, mas Ele não chorou!

1 ESTAVA, porém, enfermo um certo Lázaro, de Betânia, aldeia de Maria e de sua irmã Marta.
2 E Maria era aquela que tinha ungido o Senhor com ungüento, e lhe tinha enxugado os pés com os seus cabelos, cujo irmão Lázaro estava enfermo.
3 Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas.
4 E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.
5 Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro.
(João 11:1-5)

11 Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono.
12 Disseram, pois, os seus discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo.
13 Mas Jesus dizia isto da sua morte; eles, porém, cuidavam que falava do repouso do sono.
14 Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto;
15 E folgo, por amor de vós, de que eu lá não estivesse, para que acrediteis; mas vamos ter com ele.
(João 11:11-15)

32 Tendo, pois, Maria chegado aonde Jesus estava, e vendo-o, lançou-se aos seus pés, dizendo-lhe: Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido.
33 Jesus pois, quando a viu chorar, e também chorando os judeus que com ela vinham, moveu-se muito em espírito, e perturbou-se.
34 E disse: Onde o pusestes? Disseram-lhe: Senhor, vem, e vê.
35 Jesus chorou.
(João 11 :32-34)

Notem que Jesus também sabia que Lázaro já estava morto quando o avisaram que ele estava doente. Mas assim que Jesus chegou, ouviu Marta dizer que Lázaro havia morrido e o viu morto, então Ele chorou!

Muitos podem se perguntar "por que Jesus chorou?"

Jesus amava Lázaro!

Aí está o ponto chave da questão. Jesus sabia do sofrimento de Lázaro, sabia da tristeza dos familiares. Jesus sofreu junto com cada um e não os deixou desamparados. Tudo aconteceu para glória de Deus.

Trazendo esse exemplo Bíblico pros dias atuais, notamos que muitas vezes nos sentimos abandonados. Existem muitos Lázaros entre nós, muitos enfermos, carentes de cuidado e atenção. Mas a mensagem de Jesus foi simples e clara. Devemos sempre confiar nEle, pois Ele nos ama.

Enquanto conversava com Marta, Jesus disse:

25 Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;
26 E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?
(João 11:25-26)

Responde agora tu, ó leitor. Do fundo do teu coração. Crês tu isto?


Que a Graça, a Misericórdia e a Paz sejam conosco.

3 comentários:

Lavrador disse...

Coloquei a sua cachola no meu blog.
Obrigado pela sua mensagem. Continue assim e que Deus o abençõe!

o amor é o verdadeiro cartão de identidade do cristão. disse...

linda essa mensagem, que Jesus te nos uuse a cada dia para a adoração e louvor Dele.
paz!

Faculdade Teológica disse...

"Jesus chorou" (João 11:35).

Sim, Jesus chorou. A Bíblia nos diz que Ele chorou alto e com lágrimas em suas orações (Hebreus 5:7). Ele chorou por causa de sua amada cidade, Jerusalém (Mateus 23:37). Um de seus ensinamentos mais famosos e que nos mais nos revigora é encontrado nas famosas Bem-Aventuranças: "Bem aventurados os que choram, porque serão consolados" (Mateus 5:5).

Seu coração doeu de compaixão para as pessoas que sofrem de profunda tristeza e choram. Uma história interessante pode ser encontrada em Lucas 7:11-15. Quando Jesus se aproximou de uma cidade denominada Naim, viu uma processão fúnebre. Quem havia morrido era um filho único. A mãe da criança era viúva. Ela só tinha esse filho no mundo. Quando Jesus viu a sua dor, Seu coração ficou "movido de compaixão por ela". Cristo consolou-a. Aproximou-se do esquife e tocou-o. Disse "Jovem, eu te digo, levanta-te". O moço voltou à vida. Jesus entregou-o à sua mãe. Todos ficaram muito contentes. Era um milagre!

Há uma história semelhante sobre a vida e a morte no Evangelho de João. Jesus Cristo tinha vários amigos muito queridos e próximos a Ele. Lázaro, Maria e Marta eram alguns deles. Lázaro ficou doente, e suas irmãs chamaram Jesus. "Venha", elas disseram. "Precisamos muito de você. É urgente". Quando Jesus ouviu sua súplica, seu comentário foi incrível. Disse: "Deus será glorificado e honrado em toda essa situação".

Quando Jesus chegou ao local passados vários dias, era tarde demais. Muitas pessoas choravam com as irmãs. Uma delas veio ao encontro de Jesus. Ela disse, se você estivesse aqui presente, meu irmão ainda estaria vivo. Eles começaram a conversar sobre assuntos espirituais. Jesus disse a Marta "Seu irmão se levantará novamente". Marta disse que compreendia que isso aconteceria durante a ressurreição daqui a muito tempo.

Jesus disse "Sou a ressurreição e a vida. Os que acreditam em mim viverão, apesar de morrerem; aqueles que vivem e crêem em mim, nunca morrerão. Você crê nisso? " Ao que Marta respondeu: "Sim, meu Senhor". "Creio que o Senhor é o Cristo, o Filho de Deus, que desceu à terra".

Marta voltou à sua irmã e pediu que ela visse Jesus. Maria foi rapidamente, chorando. Viu Jesus e jogou-se aos seus pés, pois a sua dor era muito profunda. Quando Jesus viu sua tristeza, junto com as dos demais, ele "ficou imensamente sentido no espírito e abalado". Pediu para ver o túmulo.

Jesus chorou. Chorou com as irmãs que viviam e com as outras pessoas que sofriam com a perda de Lázaro. Sentiu a sua dor. Entendeu a profunda tristeza que sentiam. Cristo era "experimentado nos sofrimentos" (Isaías 53:3).

A seguir, gritou "Lázaro, saia!" E seu amigo saiu do túmulo. Outro milagre!

Lemos mais adiante no Livro Sagrado que o Salvador está morto. Traído. Preso. Torturado. Nu. Sua morte é na cruz. Cristo é sepultado. Como isso pode ser possível?

Passados três dias, Jesus Cristo ressuscita da morte e aparece perante seus amigos. A morte é vencida para sempre! O túmulo vazio traz esperança além do sepulcro. Jesus Cristo está vivo! A morte nunca mais o tocará. E veremos as pessoas que amamos novamente em Cristo. Nossa dor tem esperança. "Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras" (I Tessalonicenses 4:17).

"Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Graças a Deus, que nos deu a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo" (I Coríntios 15: 56-57). Jesus Cristo detestava a morte. Ele veio para destruir a morte e dar vida. Ele ressuscitou! Seu sepulcro está vazio.

Vida. Amor. Esperança. Coragem. Conforto. Todos eles são seus com Jesus Cristo".

Related Posts with Thumbnails